Ncoisas em cores e fatos

Seminário e oficina da Reafro Rio mobilizam afroempreendedores

Rede Brasil Afroempreendedor (Reafro) promove ações de desenvolvimento, formação e consultoria de negócios afrocentrados

O seminário Afroempreendedorismo, Desenvolvimento Local e Territórios, realizado pela Reafro Rio, na na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, no dia 18 de agosto, reuniu afroempreendedores e afroempreendedoras da capital e cidades vizinhas. A iniciativa marca também o início das ações da nova diretoria da Reafro Rio, que tem pela frente três anos de gestão.

A nova diretoria da Reafro Rio é presidida pela CEO da empresa Cores da Floresta, Daise Rosas Natividade, que conduziu o seminário. E entre uma e outra contribuição dos convidados, Daise fazia contextualizações históricas e atuais de impactos econômicos envolvendo a população negra. E Daise pontuou que o seminário é uma maneira de estreitar elos com instituições que trabalham com as questões raciais.

“As conexões são importantes para gente estruturar o desenvolvimento econômico dos que estão em busca de aprimoramento no cenário empreendedor e empresarial”.

Daise Rosas Natividade
Foto do auditório da Câmara Municipal do Rio de Janeiro
A realização do seminário da Reafro RJ também marcar o início da gestão da nova diretoria.

Após as formalidades de abertura da mesa, Ruth Pinheiro, presidente de honra da Reafro, apresentou a história da Organização. Entre outros destaques, Ruth contou que a Reafro surgiu a partir dos primeiras pesquisas sobre Afroempreendedorismo no Brasil, lideradas pelo professor Jorge Aparecido Monteiro. E os dados podem ser conferidos no livro lançado na época: O Empresário Negro: trajetórias de sucesso em busca da afirmação social.

A mesa do seminário foi composta por parceiros da Reafro, representantes do setor público, privado e de entidades étnico-racial. Edu Nascimento, Coordenador do Escritório do Ministério da Cultura no Estado do Rio de Janeiro, também fez parte da mesa do seminário apresentando o compromisso da pasta governamental. Os convidados falaram de experiências na liderança de projetos, de desafios e, sobretudo, de ações bem-sucedidas. Sugerindo também proposições no âmbito da legislação para o fortalecimento, especialmente, do Micro Empreendedor Individual.

Oficina para mulheres empreendedoras

E no dia seguinte, 19 de agosto, o encontro foi destinado às mulheres do Projeto Obinrin. O próprio nome do projeto é uma referência explícita ao trabalho oferecido, a palavra Obinrin em Iorubá, significa em português: “mulher”. E não importa a origem ou ascendência, todas recebem atendimento e orientações para ampliar a linha de produtos ou serviços.

Para isso, elas passaram uma manhã adquirindo conhecimentos na oficina conduzida por Ruth Pinheiro sobre: Elaboração de Projetos em Economia Criativa.

A oficina aconteceu no Dida Bar e Restaurante, parceiro da Reafro, e um dos principais empreendimentos de gastronomia africana da cidade carioca.

Ruth Pinheiro é uma das executivas mais conceituada em administração de eventos socioculturais.

Além de administradora e executiva, Ruth Pinheiro, que também é Diretora-Executiva do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves (Cadon), ressaltou a união afro-indígena na oficina.

“A Oficina de elaboração de projetos faz parte dos objetivos do CADON e foi muito prazeroso estar com as mulheres empreendedoras negras e indígenas do projeto OBIRIN da REAFRO NACIONAL”.

Ruth Pinheiro

Mulheres afro-indígenas unidas.
Trocando deias e saberes.
Gerando renda/impacto social.

Reafro: nacional e estadual

A Rede Brasil Afroempreendedor é uma organização sem fins lucrativos criada para gerar impacto através do desenvolvimento de ações, formações e consultorias para afroempreendedores e afroempreendedoras de todo o Brasil.

E se quiser saber mais, acesse: Reafro Nacional e Reafro RJ nas redes sociais.

Leia Mais:

Cartaz da peça Candelária

“Candelária” relembra 30 anos do crime que chocou o Brasil

O espetáculo “Candelária” é resultado de pesquisa dramatúrgica realizada pela Trupe Investigativa Arroto Cênico sobre a chacina, que ocorreu na no Centro do Rio de Janeiro, em 1993. Na ocasião, oito jovens foram assassinados enquanto dormiam em frente à `Igreja da Candelária. A peça teatral, em cartaz no teatro da Casa de Cultura Laura Alvim, levanta reflexões sobre o crime que chocou o país.

Leia Mais >>