“História pretinha das coisas” é tema do Boletim Ciência

Canal Saúde da Fiocruz exibe programa de divulgação científica para crianças

Na série Leituras Fundamentais do Boletim Ciência, a escritora Bárbara Carine fala das motivações para lançar o livro: “História pretinha das coisas: as descobertas do Ori”. No programa, Bárbara conta detalhes da elaboração da pesquisa que originou a publicação de divulgação científica afrocentrada para crianças.

Assista ao Boletim Ciência com Bárbara Carine

Bárbara Carine conversa com a jornalista e apresentadora do Boletim Ciência, Neide Diniz, sobre o livro: “História pretinha das coisas”.

A autora compartilha informações sobre inovações e personalidades históricas africanas e afrodiaspóricas. Na entrevista, conduzida pela jornalista e apresentadora Neide Diniz, Bárbara aponta a necessidade de equidade racial no meio acadêmico.

Ela relata ter vivido a falta de representatividade na universidade e o quanto isso impacta na produção de conhecimento.

Por outro lado, a ausência a estimulou a criar estratégias de transformações de cenários. E uma delas é potencializar as contribuições da intelectualidade negra nas ciências.

Livro de divulgação científica afrocentrada para crianças.

E o livro é uma maneira de incentivar e estimular meninos e meninas a ingressarem no campo científico.

E Bárbara Carine também falou de outro livro dela lançado em 2021: História Preta das Coisas – 50 invenções Científico-tecnológicas de Pessoas Negras.

A autora do livro, Bárbara Carine é doutora em Ensino de Química, filósofa, escritor, dançarina, cientistas, mãe e professora da Universidade Federal da Bahia.

“Meus trabalhos são sempre pautados na questão de potencializar a existência, a partir de marcadores ancestrais altivos. Acredito que as referencias positivas são transformadoras”

Bárbara Carine

Sobre o Boletim Ciência

O programa produzido pelo Canal Saúde da Fiocruz é exibido segunda, quarta e sexta, ao vivo, às 15h, pelo Youtube do canal de TV. E às 19h30 é transmitido na televisão.

O Boletim Ciência entrou no ar em fevereiro de 2021 e é composto por giro de notícias e entrevista. E a participação da audiência tem prioridade no programa. O público pode participar com perguntas, comentários e sugestões.

A cada programa um convidado apresenta dados, levantamentos e constatações de estudos e pesquisas das mais diversas áreas do conhecimento.

Para participar do Boletim

Durante a transmissão ao vivo, acesse o canal no YouTube (youtube.com/canalsaudeoficial). Também é possível acompanhar o programa pelo site www.canalsaude.fiocruz.br ou pelo aplicativo.

As redes sociais do Canal Saúde são outros meios de participação: Instagram (@canalsaudeoficial), Twitter (@canalsaude), Facebook (facebook.com/canalsaudeoficial).

E mais: WhatsApp (21) 99701- 8122 e e-mail canal@fiocruz.br

Assista ao Canal Saúde na TV

  • No Rio de Janeiro: canal 2.4.
  • Em Brasília e 1.4.
  • Em São Paulo, na multiprogramação da TV Brasil, no Sistema Brasileiro de TV Digital.
  • Em todo o Brasil por antena parabólica digital (frequência 4085).

Leia também!

“Papo Reto” com Wellington Andrade na Roquette Pinto

Livro aponta caminhos para superar o endividamento